Qual a diferença entre liberal e autônomo? | Netmundi

Qual a diferença entre liberal e autônomo?

É possível que muitas pessoas sintam dúvidas sobre algumas categorias de profissionais.

Qual a diferença entre profissional autônomo, profissional liberal e MEI?
É possível que muitas pessoas sintam dúvidas sobre algumas categorias de profissionais.

Autônomo

  • Não tem vínculo empregatício (não possui carteira assinada);
  • Pode ser pessoa física ou jurídica;
  • Não é obrigatório que apresente certificações/habilitações;
  • Pode prestar serviços a pessoas físicas ou jurídicas diversas;
  • Responde por seus próprios erros;
  • Não está subordinado a uma cadeia hierárquica;
  • Possui maior flexibilidade de horários;
  • Deve pagar determinados tributos.

Profissional liberal
Quando se fala em profissionais liberais, lembramos logo dos médicos, advogados, engenheiros, arquitetos, dentistas, professores, veterinários, agrônomos e outros.

Sim, esses são os profissionais liberais, que exercem atividades em negócio próprio ou de terceiros. Ao contrário do autônomo, o profissional liberal pode ter vínculos empregatícios com uma ou mais de uma empresa, ou seja, pode ter carteira assinada e usufruir os benefícios que ela proporciona, mas deve se responsabilizar por seus próprios erros.

Eles são representados através de conselhos e/ou sindicatos (OAB, CRM, CAU, CREA e assim por diante).

Os profissionais liberais devem pagar tributos para que exerçam legalmente suas atividades. Esses impostos são taxados, em sua maior parte, sobre os serviços que prestam. Nesse ponto, eles são parecidos com os autônomos, pagando IRPF/IRPJ, ISS, PIS, INSS.

Caso eles tenham registro nos conselhos/sindicatos, também devem pagar taxas relacionadas à manutenção das entidades.

MEI
O microempreendedor só pode ser uma pessoa jurídica, isto é, uma empresa.

Deve ter um máximo de nove funcionários (comércio e serviços) ou de 19 funcionários (indústria e construção civil);
A renda do microempreendedor deve se limitar a R$ 240.000,00 anuais;
Quanto à tributação, ele deve pagar IRPJ, ICMS, COFINS, PIS, CSLL, IPI, etc;
São impostos relacionados às suas atividades, à declaração de sua renda e aos compromissos com a previdência (sua e dos funcionários);
Ele pode pagar boa parte desses tributos de forma simplificada optando pelo Simples Nacional.
 

Deixe seu comentário

Comentário

NOSSOS PARCEIROS